Arquivos e Janelas

Arquivos são representações de objetos que armazenam dados em um computador. No nosso caso, esses dados são um conjunto de caracteres que representam um texto, o código-fonte de um programa de computador, ou uma página da web, por exemplo. Neste capitulo, vamos aprender como realizar as principais operações de manipulação de arquivos e pastas no Sublime Text.

Arquivos, buffers e views

É importante saber a diferença entre um arquivo, uma view e um buffer. Na verdade, estes três conceitos são comuns a quase todos os editores de texto. Para facilitar a compreensão, vamos considerar que:

Arquivo

São os dados armazenados no computador. Isso quer dizer que o texto que você editou já está gravado no dispositivo de armazenamento e possui um nome pelo qual você pode identificá-lo se precisar recuperar ou editar as informações nele contidas.

Buffer

É o conteúdo e demais informações associadas a um arquivo aberto ou a um novo texto que está sendo editado mas ainda não foi gravado.

View

É a visualização gráfica de um buffer.

Trocando em miúdos, apesar do item de menu se chamar New File, quando fazemos Ctrl+N estamos apenas criando uma nova view. Essa view, por sua vez, “aponta” para um buffer vazio. Quando digitamos texto, o buffer passa a ter conteúdo. A rigor, somente quando o buffer é gravado é que o arquivo propriamente dito passa a existir.

No Sublime Text as views abertas podem ser identificadas e acessadas por meio de abas localizadas na parte superior da tela. A aba de uma view recém criada aparecerá com o rótulo untitled. A medida em que digitamos, o rótulo da aba passa a mostrar os caracteres iniciais do texto.

Criando um novo arquivo

Quando executamos o Sublime Text pela primeira vez, o cursor aparece em uma área de edição na qual já podemos entrar com texto. Essa janela de edição e visualização de texto é chamada de view. Podemos criar novas views selecionando o item de menu File | New File ou usando o atalho de teclado Ctrl+N.

Salvando arquivos

Para salvar o conteúdo da aba aberta, selecione a opção de menu File | Save (Ctrl+S). Na primeira vez que um arquivo é gravado, a caixa de diálogo padrão de salvar arquivo do seu sistema operacional surgirá. Então, você deverá informar o nome e a localização do seu novo arquivo.

Se o que você precisa é salvar uma cópia do arquivo com outro nome ou em outro local, bastar usar a opção File | Save As… (Ctrl+Shift+S). Fazendo isso, a caixa de diálogo sempre aparecerá, mesmo que o conteúdo do buffer já tenha sido gravado em um arquivo.

Além disso, a opção File | Save All permite salvar o conteúdo de todas as views abertas na sessão corrente. Se o conteúdo de uma ou mais views ainda não tiver sido gravado, o Sublime Text abrirá a caixa de diálogo de salvar para que você possa informar o nome e a localização do arquivo.

Um outro recurso que pode ser útil ao salvar arquivos é a opção File | Save with Encoding que permite escolher em qual tipo de codificação o texto deve ser salvo. Um arquivo salvo com codificação de caracteres incompatível pode causar problemas ao ser lido por certos programas ou sistemas operacionais 1.

Abrindo arquivos

Para abrir um arquivo, basta selecionar a opção File | Open… (Ctrl+O). Após selecionar um arquivo na caixa de diálogo, uma nova aba será aberta com o conteúdo do arquivo pronto para edição. Caso você precise abrir um arquivo que havia sido editado recentemente, é possível usar a opção File | Open Recent, que permite escolher de uma lista dos últimos arquivos que foram abertos.

Se o arquivo que você quer reabrir foi o último a ser fechado, é mais simples ainda: basta usar File | Open Recent | Reopen Closed File (Ctrl+Shift+T). Para limpar a lista de arquivos recentemente abertos, selecione File | Open Recent | Clear Items.

Fechando arquivos

Quando não estamos mais trabalhando com um determinado arquivo, podemos fechar a aba correspondente usando a opção File | Close File (Ctrl+W). Da mesma forma, às vezes queremos fechar todos os arquivos abertos. Para isso, basta selecionar File | Close All Files

Revertendo um arquivo ao estado original

Às vezes precisamos voltar atrás em todas as alterações que fazemos em um determinado arquivo. Para evitar o trabalho de fechar o arquivo, escolher não salvar as modificações e abrir o arquivo novamente, basta selecionar a opção File | Revert File e o conteúdo voltará ao estado em que estava desde que foi salvo pela última vez.

Abrindo e fechando janelas

Quem já precisou trabalhar em dois projetos ao mesmo tempo sabe o quanto é útil ter como abrir e fechar mais de uma janela do editor. No Sublime Text você só precisa fazer um File | New Window (Ctrl+Shift+N) para abrir nova instância e um File | Close Window (Ctrl+Shift+W) para fechar. Se você só tiver uma única instância aberta, fechar a janela equivale à opção File | Exit, para sair do Sublime Text.


1

Para saber mais sobre codificação de caracteres (encoding) recomendo ler o artigo de Joel Spolsky em http://bit.ly/charsets-basico